Saúde

Como aprender musculação – a mãe de todos os esportes

Musculação é a mãe de todos esportes. E ter domínio sobre o seu corpo, sobre como mudá-lo e entender como ele é afetado pelo dia-a-dia pode ser a chave para uma vida mais feliz e saudável.

Ou como aprender Biologia e Química de maneira prática

Musculação, academia, hipertrofia, e tudo o que rege esse tópico foi prioridade na minha vida por muito tempo. Na época da faculdade, eu decidi que iria mudar meu corpo e aprender sobre ele.

Dos meus 20 aos 24 anos, meu YouTube era só maromba. Nunca fiquei gigante nem nada, mas testei tudo que você pode imaginar em termos de dieta e treino. E isso me trouxe uma bagagem muito boa que eu levo até hoje. Meu objetivo na época era não me tornar meu pior pesadelo naqueles tempos: um quarentão barrigudo.

Nada contra se você é acima do peso e tem mais de quarenta anos. Acredito que se a pessoa é feliz com o seu corpo e sua mente (sim, a mente também porque as duas coisas são conectadas) então não tem o que modificar.

Eu sempre tive isso em mente e nunca fui de doutrinar pessoas ao mundo maromba. Eu só queria ter plenos controles sobre o meu corpo e posso te dizer que o assunto é extremamente complexo e interessante.

Entender como o corpo humano funciona é essencial para qualquer um que tem um, ou seja, todos nós. Mesmo quando não nos tornamos monstros do bodybuilding.

Musculação é mais que treino

Conhecer sobre anatomia e como o corpo funciona foi uma das aventuras mais legais que tive. Coisas que a gente talvez veja na escola e que eu nunca dava atenção – na verdade, sempre odiei biologia – se mostraram fundamentais no meu desenvolvimento.

A escola tradicional não traz a prática do dia-a-dia e nunca relacionei aulas de ciência e biologia com a minha realidade.

Então, meu pequeno gafanhoto, todas aquelas aulas que você matou vão cobrar um preço. No meu caso estudei em escola pública e a professora de biologia faltava mais do que eu. E no final fui aprender anatomia, hormônios e nutrição depois de “velho”.

Quando se começa a estudar sobre musculação, rapidamente da para perceber que musculação é um jogo de longo prazo (como muitas outras coisas na vida) e que exige muita dedicação.

O bom é que conhecimento você nunca desaprende, talvez falhe na memória de vez em quando, mas uma vez aprendido sempre estará lá.

Foto por patikaipmuzika 

Ganhei 5 quilos quando mudei para a Europa (malditos waffles) e em poucas semanas retornei o meu peso ideal (que eu considero ideal) graças às técnicas que venho aplicando há anos.

Como começar a musculação

Por quê maromba? Eu sou um grande fã de musculação, pois para mim (eu disse para mim) é o melhor esporte para se praticar no longo prazo pensando não só em fisiculturismo, mas também em nutrição e criação de hábito.

Ah, e fisiculturismo não significa culto ao corpo como algumas pessoas acham. Culturismo vem de cultivo e não de culto. Fisiculturismo é a prática de cultivar seu corpo, entender como ele funciona e o que ele precisa e controlar as variáveis para moldá-lo ao seu jeito.

Nesta parte do documentário Pumping Iron, Arnold Schwarzenegger se compara a um escultor. (1 – sim, tinha que ter vídeo desse cara, ele é incrível; 2- sim, eu tive que jogar no Google, não sei escrever xuasneguer)

Porém, como disse, é a minha escolha de esporte. E eu acho que qualquer esporte é válido.

Se você é mais novo precisa desenvolver habilidades sociais e trabalho em equipe — talvez duas das habilidades que serão mais requisitadas no futuro — provavelmente um esporte em equipe seja uma ótima escolha agora.

No entanto, logo irá perceber que tudo que eu falo aqui se aplica para os outros esportes, pois todos tem a musculação como base.

Foto por whereslugo

Se você acha que academia é só aquela 1 hora que você passa lá fazendo um monte de exercícios chatos e repetitivos, você está enganado.

Acho que para cada hora que passei na academia, gastei 10x ou 20x mais em estudo, planejamento e dieta. E a combinação de execução

A conta é fácil, um atleta amador pode passar 1, 2 ou até 3 horas na academia por dia. Mas o dia tem 24 horas e o segredo está no que você faz nas outras horas do dia.

O segredo é (advinha?): não tem segredo. É trabalho consistente, principalmente no começo quando tudo é novo e você irá sentir cada um dos seus músculos doloridos.

Quando você não sabe nem mexer nos equipamentos da academia, ou ainda pior como no meu caso, quando eu não tinha nem coragem de investir o dinheiro da academia (no começo, achava que ia gastar à toa).

Dica: planeje os 3 primeiros meses. Se você quebra essa marca, estatisticamente falando, você tem muitas chances de criar o hábito.

Dica 2: Eu comecei correndo no parque, e eventualmente migrei para treinos em casa 3 vezes por semana usando meu próprio peso nesses programas de 15 min com intervalo contado — parecido com o que temos no Crossfit. 15 min por dia 3 vezes na semana. E só.

Canais do YouTube Marombentos

Abaixo listo alguns dos canais do YouTube que fizeram parte do meu aprendizado. Esses canais tem uma mistura ideal do que rege o mundo da maromba desde iniciantes até avançados.

Dr. Paulo Muzy

Canal do Dr. Paulo Muzy – Médico e fisiculturista

Se você quer aprender mais sobre como o corpo funciona assista tudo do canal do Dr. Paulo Muzy (médico, Youtuber e fisiculturista).

Eu sempre gostei de saber a teoria por traz das coisas e o Dr. Muzy é super generoso em compartilhar seu conhecimento.

Infelizmente, ele apagou alguns dos vídeos que ele tinha gravado do consultório ou mesmo no celular dando dicas valiosas que ele usa com os atletas que ele auxilia.

Lembro que na época achava seu conteúdo como um tesouro escondido. Imagina quanto deve custar uma consulta com um especialista destes? E ainda tá lá, boa parte de graça no YouTube.

A coisa mais importante que ele me ensinou foi o conceito de EPOC (do Inglês, Excess post-exercise oxygen consumption) que nada mais é que aquele efeito em que a gente se sente ofegante mesmo após executar uma série e para o exercício.

Esse estado onde há uma reação excessiva do corpo em te deixar ofegante mesmo após o exercício é o que devemos sempre buscar no nosso treino.

Então, minha querida, se você fez meia dúzia de séries e o coração nem deu uma leve aceleradinha, você tem que rever seu treino.

Will Detilli

Canal do Will Detilli com quase 1 milhão de seguidores

Se você vai na academia, mas as vezes fica com preguiça, assista o canal do Will Detilli, ele é um cara sério e tem várias dicas de nutrição (que é o que vai fazer você motivar a ir na academia na verdade).

Afinal com uma dieta errada seu treino vai ser cansativo, sem intensidade e desmotivador.

Em seus vídeos ele trata de motivação para treinar, como fazer dieta direito (também conhecido como reeducação alimentar) e técnicas avançadas como bulking e cutting.

Em um dos seus vídeos mais populares ele mostra toda uma transformação do seu corpo que é uma lição sobre o controle que você pode ter do seu corpo.

E também sobre como aqueles vídeos do tipo “emagreça 10kg em 30 dias” é balela principalmente se você não sabe o que está por trás dos 10 kg – afinal nosso corpo é 70% água e pessoas com amplo domínio sobre seus corpos conseguem modificar seu peso facilmente.

Leandro Twin

Outro canal excelente é o do Leandro Twin, ele foi um dos primeiros produtores de conteúdo brasileiro na arte da maromba. Ele é super didático e muito focado em explicar a teoria.

O cara realmente dá aula no YouTube (e advinha? De graça também) pode assistir tranquilo que conhecimento não vai te faltar.

E se você não curtir nenhuma dessas opções aqui vai uma ótima lista com 10 canais que parecem muito bons.

Canal do Leandro Twin com mais de 700 mil seguidores. Ele foi um dos primeiros no YouTube Brasileiro a trazer conteúdo educacional sobre musculação.

JasonProjetoGiga (Anabolizantes)

Canal do JasonProjetoGiga especialista em anabolizantes com mais de 400 mil inscritos. É uma ótima fonte para entender como os hormônios funcionam e seus efeitos.

E se você acha que musculação é só anabolizante, recomendo o canal do Jason que manja de tudo e mais um pouco sobre anabolizantes.

Minha dica é aprenda sobre anabolizantes e tire suas próprias conclusões antes de ir na onda do que aparece na internet.

De qualquer forma, é um tópico que eu considero mais avançado e exige algum conhecimento prévio sobre bioquímica.

Teste rápido: Se você não sabe de cor a definição de qualquer um dos termos abaixo e suas respectivas aplicações, você ainda não está no nível de conhecimento avançado sobre o esporte.

  • Cortisol
  • Bulking
  • Cetose
  • Aeróbico vs anaeróbico
  • Glicogênio
  • Retenção subcutânea
  • Índice Glicêmico

Isso não significa que você não deve assistir os vídeos do Jason, pelo contrário, sempre siga seus instintos e sua curiosidade!

Mas você só vai conseguir entender o papel dos anabolizantes após ter um pouco de experiência no esporte. Aí sim, poderá remover desmistificar esse tópico pouco falado na mídia.

Motivação

Foto por skeeze

Por fim e não menos importante, o suplemento mais impactante que você pode consumir: uma dose de motivação diária pré-treino ou pós-treino. Quando você está ativo no esporte ou ainda começando. Não importa a situação, motivação é extremamente importante.

Pesquisam mostram que pessoas que treinam com um parceiro, seja um amigo ou conhecido do trabalho ou até mesmo namorada, tendem a permanecer no esporte por mais tempo.

Lembre-se que se você está no jogo de longo prazo, você tem que buscar entender (conhecimento) e criar o hábito (execução). Então ter um amigo praticando junto e te chamado no Whats para ir treinar é a maior motivação que você pode ter.

No entanto, sabemos que nem todos tem essa mentalidade de querer mudar, principalmente quando vamos ficando mais velhos (mas isso é assunto para um outro post). E para ajudar, segue alguns dos canais e dicas que utilizei e ainda utilizo para me motivar:

1 – Tire fotos

Fotos antes e depois são um grande motivador. Se você está começando, um dica é tirar uma foto sua e mandar para um amigo de confiança (calma, não é pra mandar nude pro contatinho) mas uma foto sua em um ângulo desfavorável, talvez mostrando umas curvinhas que você não goste tanto e queira mudar no seu corpo. Ou se não quiser compartilhar, guarde no seu celular.

Isso vai te motivar a querer rapidamente mudar aquela imagem. E o fato de compartilhar isso é um começo. Uma amiga que começou no crossfit a pouco tempo compartilha todo dia uma foto dela nos treinos e sua evolução dia-a-dia no Instagram.

2 – Crie uma planilha de dieta/treino

No começo, a gente pena que cada caloria da dieta é importante. O que não deixa de ser verdade – para atletas de alto nível, não para um jovem gordinho como eu era. Mas mesmo assim eu tinha uma planilha que mostrava as calorias das refeições e as rotinas de treino (além do meu peso atual) era uma ótima ferramenta para me manter no ritmo de treino.

Além disso, me motivava a pesquisar por treinos e revisar minha dieta constantemente.Usei muito o ExRx, site que tem muitos exercícios separados por diversos grupos musculares (não é só de costas e peito que o ser humano é feito). Esse site me ensinou muito sobre anatomia.

3 – Be Inspired

Canal Be Inspired com nada menos que 6,3 milhões de inscritos possui inúmeros vídeos com o objetivo de inspirar as pessoas a atingirem seus objetivos.

Um canal do YouTube que eu sempre usei para me motivar é o Be Inspired. Seus vídeos são em Inglês, mas a legenda automática do YouTube funciona que é uma beleza.

Sempre gostava de assistir alguns vídeos antes de ir dormir ou ir para o treino. Isso me ajudava bastante a dar aquele gás e não deixar a procrastinação vencer.

Recomendo dar uma olhada ou se preferir buscar um canal em Português com o mesmo conceito.

Não vou recomendar nenhum em Português, porque sempre usei o Be Inspired e outros em Inglês e prefiro não recomendar coisas que não utilizei.

E se você acha isso é coisa para os fracos, esse canal tem mais de 6,3 Milhões de inscritos! Pode ter vários fracos, mas tem muita gente buscando inspiração para vencer os momentos que todos os outros desistem.

Conclusão

Conhecer o corpo é essencial para que possamos ter uma vida completamente feliz no longo prazo.

A quantidade de coisas que o nosso corpo afeta a nossa vida é imensa, desde humor, susceptibilidade a doenças, energia, autoestima e muitas outras coisas que nem imaginamos.

Para mim, um crítico da escola tradicional, deveríamos trocar Química e Biologia na escola por estudo do corpo humano, nutrição e aulas de educação física (não só bater uma bolinha na quadra da escola).

Sim, eu sei que Química e Biologia são áreas que vão muito além do corpo humano, mas quando se é jovem acredito que se o conhecimento não é prático, poucos vão lembrar após sair da escola. Ou vai me dizer que você lembra como reconhecer uma pteridófita?

Devemos começar pelo básico e fundamental: corpo e mente e a partir da nossa curiosidade seguir nosso caminho como quisermos. Espero que as dicas deste post possam te guiar nessa jornada.

E eu achei melhor compilar todos as fontes que utilizei na minha jornada do que tentar recontar coisas sobre uma área que não sou especialista.

Na minha opinião, o segredo do conhecimento (se é que existe) não é memorizar e saber tudo, mas sim saber onde encontrar as respostas.

0 comentário em “Como aprender musculação – a mãe de todos os esportes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: