dicas estudos

Estratégia de estudos Barbell

Largar tudo para virar Youtuber ou fazer faculdade e viver uma vida frustrada? A estratégia de estudos que te ajuda a escolher o melhor caminho.

Como ser um bom aluno sem ter que estudar coisas chatas

Muitas vezes, vemos alunos desmotivados porque a escola não ensina coisas práticas ou força os alunos a estudarem matérias sem aplicação no dia-a-dia.

Mas ao mesmo tempo, sem estudo a vida fica bem mais difícil, principalmente se você cresce em uma sociedade em que ir para a faculdade é sinônimo de ser bem sucedido.

Jack Ma, fundador do Alibaba e um dos homens mais ricos do mundo, disse em uma entrevista que ele falou para o seu próprio filho não ser um aluno nota 10

“Você não precisa estar no top 3 da sua classe, ficar no meio já o suficiente contanto que suas notas não sejam muito ruins.”

Jack Ma

Segundo ele, só este tipo de aluno tem o tempo necessário para aprender outras habilidades.

Ser um aluno mediano é ok

Eu sempre fui um aluno dedicado, sempre tentei tirar o melhor proveito das poucas chances que tive para conseguir ir para uma boa faculdade.

Porém, após entrar na faculdade, me tornei aquele aluno mediano que só fazia o necessário para passar de ano.

E isso me ajudou a alcançar os meus objetivos.

Eu passei boa parte da faculdade desmotivado com os estudos. Eu gostava do que aprendia, mas não via isso refletido no meu sucesso.

Engenharia era legal, mas com o que vou trabalhar

Essa era a pergunta que permeava a minha mente.

Ao mesmo tempo, não curtia a ideia de que ia simplesmente trocar meu diploma e meu tempo de vida por um emprego chato só para ganhar dinheiro.

Eu queria mais, eu queria saber o que fazer. E me aventurei por alguns anos nos mais diversos tópicos sempre seguindo minha curiosidade.

De marcenaria até nutrição.

De culinária até programação.

Em casa, estava sempre tentando aprender alguma coisa nova por conta própria.

Enquanto na faculdade estudava o mínimo para não ficar de recuperação (o famoso “cinco bola é dez”), tentava aprender diversas coisas no meu tempo livre.

Hoje me considero um autodidata mesmo tendo diplomas. Cada diploma veio com uma bagagem extra de conhecimento.

E existem muitos exemplos de pessoas que se tornaram extremamente bem sucedidas sem ter ao menos se formado na faculdade.

Mark Zuckerberg, Bill Gates, Steve Jobs e muitos outros. Na minha turma da faculdade, um colega (que tinha péssimas notas) acabou virando jogador profissional de Poker.

Portanto, mais estudo não necessariamente vai te trazer mais sucesso.

A pergunta é: como então fazer o que gosta sem largar os estudos?

A estratégia de estudos Barbell

Vídeo sobre a Estratégia Barbell de Nassim Taleb.

Barbell, em Inglês, significa barra de musculação – se você já foi em alguma academia deve ter visto essas barras que se colocam pesos de ambos os lados, mas não tem nada no meio.

O filósofo Nassim Taleb, escritor do livro Antifrágil, define a estratégia barbell como uma estratégia onde uma pessoa se expõem a situações extremas: de um lado extremamente cauteloso, mas do outro extremamente arriscado.

Os pesos são distribuídos de forma a explorar os extremos, sem se focar muito no “meio-termo”.

Nos investimentos seria como saber balancear os investimentos de alto risco e os investimentos com baixíssimo risco de modo a ter uma distribuição que te permita ganhar bastante e perder pouco.

Você pode largar tudo e tentar virar Youtuber, jogador profissional de CS:GO ou algo do tipo e ter um retorno altíssimo. Por outro lado, ficar anos estudando coisas chatas só para tirar boas notas e desperdiçar a chance de fazer algo incrível pode te tornar uma pessoa frustrada.

A estratégia barbell é você saber balancear seu tempo entre obrigações e prazeres. É se tornar um autodidata nos tópicos que te interessam sem arriscar mais que o necessário.

Aprendiz Moderno

Essa estratégia consiste em dedicar o tempo necessário para “garantir” uma estabilidade seja através da faculdade ou de um curso profissionalizante ou alguma coisa sem muito risco.

E por outro lado, dedicar seu tempo livre de maneira a explorar as oportunidades mais malucas que aparecerem. O céu é o limite.

No seu tempo livre, não existe certo ou errado.

É poder explorar sem se preocupar como isso vai te ajudar no futuro.

Ou seja, o importante é ter um balanço entre o arriscado e o seguro.

Como descobrir onde arriscar?

Como o Taleb diz em seu livro, não importa o quanto você treine na academia e se torne musculoso, ainda pode apanhar na rua para uma pessoa que tem a malícia das ruas.

Estudar o suficiente para tirar notas razoáveis na escola pode te liberar tempo para se dedicar a outras coisas. Mas como fazer com a preguiça?

A preguiça vem da falta de motivação. Fazer algo não por curiosidade, mas sim por pressão das outras pessoas.

Portanto, procure por atividades que sejam interessantes para você. Que naturalmente te deixe curioso e interessado.

Durante seu tempo livre se deixe levar pelas suas curiosidades. Se você já faz na escola o que esperam de você. Ignore quem te diz qual caminho seguir.

No momento que uma coisa parecer chata, simplesmente procure algo novo ou um jeito novo. Não se deixe levar pelas outras pessoas, ou o que elas acham.

Navegar por tópicos totalmente distintos vai te ajudar a encontrar aquilo que realmente te deixa motivado. O segredo é não parar.

Eu migrei por diversos tópicos até encontrar o que me interessava. Um dia aprendia a preparar massas, no outro estava mexendo com compensados e ferramentas. Outro dia, tentava aprender a tocar um instrumento musical.

E isso para muitos pode parecer que eu estava perdido ou que tinha algum déficit de atenção. Mas na verdade essa atividade exploratória foi o que me permitiu encontrar o que despertava minha curiosidade.

Gosta de ler e livro que está lendo é chato? Passe imediatamente a ler um outro livro. Não deixe o tédio tomar conta e fazer você deixar de ler.

Tentou ir na academia e não foi legal? Mude de esporte, procure algo novo, mas não deixe de tentar.

A matéria é chata? Tente procurar alguma coisa que te interesse sobre o assunto.

Dificilmente, você não encontrará algum tópico legal relacionado ao que estuda – eu sempre odiei Biologia, mas procurando por dicas de nutrição e musculação acabei aprendendo várias coisas que não aprendi na escola.

O segredo para encontrar aquilo que gosta de fazer é realmente tentar diversas atividades.

Como meu mentor gosta de dizer:

“O melhor jeito de ter uma ótima ideia é ter várias ideias.”

Da mesma forma: o jeito de descobrir o que você gosta de fazer é experimentando diversas coisas. E nunca perdendo tempo em coisas chatas.

Como conciliar estudos e hobbies?

Largar tudo por um hobby como por exemplo praticar um esporte é desafiador e pode ter um risco alto caso você não tenha certeza absoluta do que quer fazer.

Manter os estudos e ou trabalho enquanto persegue seus sonhos por conta própria pode ser uma estratégia que te protege de situações extremamente arriscadas.

Faça o arroz com feijão nos estudos

Foto por Sarah Noltner

Estudar ainda é importante, mesmo que seja para garantir um equilíbrio na sua vida até você encontrar aquilo que realmente desperta sua curiosidade.

Se dedique para garantir que suas notas estão dentro do esperado. Dependendo da sua idade qualquer coisa entre 15 min a 1 hora por dia são mais que o suficiente.

Eu mesmo estudava 1 hora por dia após as aulas da faculdade enquanto esperava o metrô de São Paulo esvaziar.

Não estudar o suficiente pode te trazer mais malefícios que benefícios.

Se você não estuda porque uma matéria é chata ou não te interessa, você pode acabar gastando mais tempo nela seja porque ficou de recuperação ou ainda pior, porque ficou de DP e vai ter que fazer novamente.

Da mesma forma que largar os estudos pode sim te dar mais tempo livre, mas se não encontrou ainda sua profissão, pode acabar sendo um tiro no pé pois muitas portas podem se fechar cedo demais na sua vida.

Use seu tempo livre de maneira inteligente

Fora da escola, se dedique a atividades sem distinção do que é “certo” ou “errado” para sua carreira. Ou do que você “deveria” estar fazendo para conseguir um emprego melhor. Pense naquilo que realmente gosta de fazer.

Imagine se você se tornasse muito rico e dinheiro não fosse um problema. Você gastaria seu tempo livre no que você hoje gasta o seu tempo livre?

Explore atividades diversas e com a ajuda da internet procure por grupos e fóruns onde consiga interagir com pessoas diferentes do que está acostumado.

Como mencionei em outro post, capital social é essencial para atingir seus sonhos. Afinal é muito difícil alguém conquistar alguma coisa sozinho neste mundo.

Da mesma forma, não subestime outras atividades sejam esportes, atividades artísticas ou exóticas. Não é porque seus amigos não tocam cravo (é um instrumento musical bem maneiro, pode procurar) que isso não possa ser uma atividade interessante para você.

Conclusão – O pescador de sonhos

Foto por Alan Bishop

Esse tipo de processo de tentativa e erro pode ser um pouco frustrante no começo mas com o tempo você passa a entender que o fato de você não se dar bem em uma atividade seja um esporte não significa que aquilo foi em vão.

Com o tempo você começa a entender os padrões do que você gosta e do que você não gosta. Do que você é bom e do que você não é tão bom. E aí cada vez mais nos aproximamos daquilo que gostamos.

Com o tempo percebi que toda vez que o que me deixava super empolgado era iniciar um projeto em algo novo, pois sabia que ia aprender coisas novas. E isso era meu motivador.

Obviamente, não existe a profissão “iniciador de projetos novos” então tive que procurar um pouquinho mais e hoje trabalho como gerente de inovação e consultor de projetos de alto risco para startups.

O segredo é ter a paciência de um pescador e ir explorando esse mar de oportunidades até encontrar aquilo que fará seus olhos brilharem.

E pode ter certeza que, no dia que você se encontrar com aquilo que gosta, não passará despercebido.

0 comentário em “Estratégia de estudos Barbell

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: