dicas

O poder do ainda

Como transformar os problemas em desafios e usar o subconsciente a seu favor.

Como usar o subconsciente a seu favor

Já escrevi alguns posts sobre o quão importante é encararmos a vida com a mentalidade correta (Mindset).

As coisas que nos acontecem não necessariamente são boas ou ruins, tudo depende de como olhamos para elas.

E as pequenas coisas que fazemos, muitas vezes sem nem perceber, podem nos ajudar ou sabotar nosso crescimento e conquistas.

E uma que tenho usado recentemente é a palavra: ainda.

Use a palavra ‘ainda’ quando falar sobre suas habilidades

Pode parecer a mesma coisa, mas existe uma GRANDE diferença entre as duas frases abaixo:

“Eu não sei investir meu dinheiro.”
“Eu ainda não sei investir meu dinheiro.”

As duas frases ilustram claramente a diferença entre Mindset Fixo e Mindset de Crescimento.

No primeiro caso, a situação é inerente à pessoa, ou seja, ela é assim “pronto acabou”.

Já no segundo caso, é algo momentâneo, algo que pode ser mudado.

Quando você nega estritamente algo, seu cérebro pode usar isso como um gatilho para hábitos negativos ou de autossabotagem (não é para mim, não tenho esta habilidade, eu nunca vou conseguir, etc).

Porém, quando você coloca o “ainda” você indica para si mesmo que a situação não é permanente.

Ela ocorre no presente e não necessariamente vai ocorrer no futuro.

E isso vale para qualquer habilidade na vida. Cantar, desenhar, investir, tocar um instrumento, ir na academia, e por aí vai.

Coloque-se em um modo antifrágil

Coloque-se sempre no modo antifragil e encare tudo como um aprendizado. Sua vida irá sempre para frente e nunca para trás.

Antifrágil é um termo cunhado por Nassim Taleb, filósofo e escritor, que significa estar em um estado de espírito onde as coisas negativas não apenas são irrelevantes para o seu bem estar como também te ajudam a ser uma pessoa melhor.

Um copo de vidro é frágil e, ao cair no chão, pode quebrar. Se fosse “antifrágil” ele se tornaria mais forte cada vez que caísse no chão.

Como assim mais forte? Quanto mais aprendemos mais fortes nos tornamos.

Pergunte a si mesmo, como a pior coisa que já me aconteceu é na verdade a melhor coisa que já me aconteceu?

Tony Robbins

Logo, ao usarmos a palavra ainda, estamos nos colocando nesta situação antifrágil. Não importa o quão ruim sejamos em algo, sempre será temporário.

Ou seja, o poder que isso tinha para nos colocar para baixo agora se torna um desafio que pode nos colocar para cima, que pode nos ajudar a sermos melhores.

Ao usar esse pequeno truque, você não só se protege (se torna robusto) de pensamentos negativo como também você os usa para se desafiar a ser uma pessoa melhor.

Perseverar em momentos de dúvida

Persevere e explore todo o potencial que lhe foi dado pela Natureza. Foto por symphonyoflove

Perseverar é não largar o osso, é não desistir facilmente, é usar os obstáculos da vida como blocos para subir na vida.

Usando esta pequena palavra – ainda – você consegue perseverar em momentos de dúvida. Sempre que estiver em uma situação difícil, diga a si mesmo “Ainda! Isso é passageiro!”.

E use a energia positiva que emana dali para pôr em prática.

Perseverar é também uma habilidade:

“Eu quero ser bem sucedido, mas não consigo.”
“Eu quero ser bem sucedido, mas não consigo ainda!”

E como qualquer habilidade, temos que treinar. Todos os dias.

Acordar cedo em dias que não precisa

Você provavelmente já ouviu falar da turma que acorda 5 da manhã todo dia.

Muitos acham que isso é bobeira que não tem nada a ver com sucesso acordar cedo. O horário em si (exatamente 5 da manhã) pode não ter muito significado.

Porém “se forçar” a acordar antes dos outros, ou antes do horário confortável (principalmente em finais de semana) é um ótimo treino de perseverança.

Afinal se uma pessoa não consegue nem realizar uma tarefa simples como acordar cedo, fica muito difícil perseverar em situações mais difíceis.

Um alerta: não dormir horas o suficiente na semana pode ser muito prejudicial à saúde. Descubra quantas horas por dia você precisa dormir e seja disciplinado.

Acordar às 5 da manhã não é só sobre acordar, mas sim sobre toda a sua rotina.

Ir à academia

Criar o hábito de ir na academia é um grande desafio para muitas pessoas. E o maior desafio é o psicológico.

É lutar contra a preguiça.

É vencer a vontade de fazer outras coisas.

É dedicar tempo para se planejar e arrumar a sua agenda (tanto de tempo quanto de dinheiro – afinal academia tem que pagar).

E, principalmente, é lutar contra a pressão social de acreditar que você não consegue mudar seu corpo.

Tomar banho frio

Existe também os mais extremistas que praticam perseverança tomando banhos frios (10-30 segundos com chuveiro desligado).

E não, isso não faz mal para saúde. Pelo contrário, tomar banho gelado traz vários benefícios.

E por que tomar banho gelado assim?

Primeiramente, porque é algo desconfortável. E aí mora o valor da atividade.

Ao colocar sua mente em um estado antifrágil, o desconfortável se torna desafiador. E o desafiador é que te torna uma pessoa melhor. O que para muitos seria impossível de ser feito, se torna possível.

Após algumas tentativas, seu corpo acaba se acostumando.

Afinal, nem todos sempre tiveram água quente em casa e isso não impossibilitou essas pessoas de tomarem banho.

Além disto, tomar banho frio já se mostrou como uma atividade que melhora o sistema imunológico.

Portanto, algo que causa um desconforto muito mais psicológico que físico, pode ser uma atividade diária que te ajuda a se colocar na mentalidade correta.

Se a pessoa consegue superar um banho frio logo pela manhã, pode ter certeza que os desafios que aparecerem durante o dia serão encarados com muito mais facilidade.

Conclusão

Se fizermos todos nosso problemas se tornarem desafios a serem superados, logo chegaremos ao topo sem nunca pensar em desisitr. Foto por Pexels

Pequenas atividades do dia-a-dia como colocar a palavra ainda sempre que for pensar sobre algo que ainda não consegue pode ser algo muito poderoso.

A habilidade de observar certas coisas da vida por ângulos diferentes sempre tentando extrair desafios e lições que te façam uma pessoa melhor pode ser a chave para sair de um estado de desmotivação ou até tristeza para algo positivo.

Obviamente, isso varia de pessoa para pessoas. Desafios para uns – como ir na academia, parar de comer doces ou reduzir o uso de redes sociais – pode ser algo já superados para outros.

Por outro lado, tomar banho frio pode ser algo comum para alguns e muito difícil para outros.

O segredo é entender que a competição é com você mesmo. É sempre tentar melhorar e entender que cada um tem o seu próprio tempo e desafios.

Com ajuda e prática de perseverança e paciência, o potencial do ser humano é praticamente ilimitado.

E aí? Você está se desafiando o suficiente?

Desafio do AM: Escolha uma das atividades abaixo e faça por uma ou duas semanas consecutivas, não importa o que aconteça. Lembre-se que a competição é você mesmo.

  • Se não pratica atividade física, treine 2 dias na semana (qualquer treino).
  • Se não tem o costume de ler livros, compre um livro e leia 2 capítulos em 1 semana.
  • Se não tem disciplina nos estudos, estude 15 minutos 3 vezes na semana.
  • Se não consegue parar de usar redes sociais, fique 1 noite sem abrir nenhum aplicativo (6 da tarde até a hora de dormir).

0 comentário em “O poder do ainda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: